segunda-feira, janeiro 12, 2009

Enganando o Internet Banking p/ pagamento de boletos vencidos

Alterando a data do codigo de barras de um titulo bancário.

Já deixou um boleto da TV a cabo, ou do condomínio passar batido, e no topo do mesmo vinha aquela maldita inscrição: “Pagável em toda rede bancária até o vencimento, após somente no banco de origem” ???
É frustrante que em pleno século XXI tenhamos que passar horas em uma fila de um banco que nem é o seu, apenas para pagar um boleto de 50 reais. Infelizmente, na correria de hoje em dia, e principalmente para profissionais de alta performance que devido ao stress acabam tendo a memória afetada, esse é um problema recorrente. Mas agora, “seus problemas acabaram”, citando o bordão as organizações tabajara. Vou apresentar aqui uma forma segura de burlar o mecanismo de verificação da Febraban que impede você de pagar boletos vencidos pela internet.

Tomemos como exemplo o boleto da universidade da minha esposa, que paguei via Itaú Bankline com 9 dias de atraso.

Vencimento: 22/08/2007
Data do pagamento: 31/08/2007

O boleto possuía a seguinte representação numérica:
40995 21942 40600 409904 60913 943928 7 36060000033667

O que você precisa saber é que número 7, que está sozinho é apenas um dígito verificador e por hora não importa.
Após ele, no começo do último bloco de números estão os números 3606. Este número representa a data do vencimento, que no caso é 22/08/2007. Quando a Febraban criou o padrão definiu-se uma data inicial para todos os boletos, que em 22/08/2007 era 3606 dias atrás.

Como paguei o boleto dia 31/08/2007, só tive que adicionar o número de 9 dias a data do vencimento, trocando o 3606 para 3615. Além disso, foi preciso alterar o verificador, que é aquele número 7 sozinho que falamos mais acima. A única maneira é testar um por um, mas é tranquilo, já que são apenas 10 números (de 0 a 9). No meu caso, o número aceito foi o 6, então minha representação numérica do código de barras ficou:

40995 21942 40600 409904 60913 943928 6 36150000033667

Vale lembrar que esse procedimento não é ilegal, não dá cadeia e nem tampouco processo judicial. Não se esqueça que alguns boletos tem multa, juros, etc. Os últimos números do último bloco representam exatamente o valor do boleto. No meu caso, R$336,67. Mude para o valor corrigido, ou tente a sorte e pague o valor original, torcendo para que não te cobrem a diferença depois.

Postar um comentário